O poder do elogio



Receber atenção social e elogios fazem parte da vida, é considerado por alguns pesquisadores – ver, por exemplo: Gewirtz & Pelaez-Nogueras (2000) – como algo que gostamos e buscamos desde o nascimento, independente da nossa história de vida, assim como ser alimentado, dormir e beber água. O elogio é uma das mais poderosas ferramentas para a educação de uma criança.


Ao elogiar algo “legal” que ela fez, você pode aumentar a probabilidade de ela repetir esse comportamento. Mas qual foi a última vez que você fez um elogio genuíno e positivo? Esta pode parecer uma pergunta simples, mas muitos pais se surpreendem ao fazerem uma rápida reflexão sobre o assunto. Alguns vão descobrir que nem lembram a última vez que isso ocorreu.


Outros percebem que o elogio vem sempre acompanhado de uma crítica, como: “finalmente arrumou o quarto, ficou bom”, ou que ele é restrito às questões físicas, como dizer: “você está lindo”, mas nunca para comportamentos, ou seja, para ações da criança.


Alguns pais chegam a relatar que as crianças estão tão desacostumadas com elogios que quando eles ocorrem, os filhos ficam “desconfiados”. E, também, elas estão tão acostumadas a só ter atenção fazendo “alguma bobeira” que ao receber o elogio elas imediatamente fazem algo inapropriado. Estes pais, muitas vezes, desenvolvem a crença de que a criança não gosta de ser elogiada e, por isso, somente a bronca funciona para ela. Entretanto, com que frequência essa criança recebeu atenção e elogios por suas ações ao longo da vida?


Elogiar a criança é um comportamento e pode ser necessário treinar essa habilidade. A seguir vamos apresentar um passo a passo para guiar você neste processo:


1. Pense e selecione quais comportamentos você pode começar a elogiar;

2. Foque em algo que já acontece com frequência: assim você terá mais oportunidades de praticar!;

3. Seja verdadeiro! Não faça elogios vazios ou que não correspondem à realidade;

4. Lembre-se que seu corpo também fala. Demonstre com seu rosto e com o seu tom de voz amor, atenção e admiração;

5. Não desista! Se a criança apresenta dificuldade com elogios, comece com um carinho, um sorriso ou simplesmente passar um tempo ao lado dela;

6. Observe os efeitos positivos na sua criança. Isso irá lhe dar força para continuar.

E você como se sente quando é elogiado por algo que você fez? Esse sentimento é ainda maior quando vem de alguém que você ama? Isso lhe motiva a querer fazer ainda mais? Muitas vezes em nossa história de vida tivemos tão pouco contato com elogios, que é difícil fazê-los. Quando menos percebemos já estamos lá nas críticas. Essa não é uma mudança que ocorre naturalmente, você terá que praticar e automonitorar. Esperamos que essas orientações lhe ajudem a ter sucesso neste caminho. Compartilhe e ajude outras famílias. Parabéns por ler esse artigo, já é um passo para a mudança da sua relação com seus filhos.

7 visualizações