Pegando embalo... ou sequência instrucional de alta probabilidade

Como fazer seus filhos deixarem de ter preguiça ao realizarem atividades


Sabe como algumas vezes é difícil começar a fazer algo mesmo quando sabemos que a consequência será maravilhosa, mas se estamos no embalo a gente vai e faz? Pois é sobre isso que vamos falar. O procedimento que vamos conversar é muito utilizado para aumentar seguimento de instrução e colaboração. Além disso, ele reduz aquela enrolada básica.


Ele consiste em apresentar entre duas a cinco tarefas/instruções que a criança ou adolescente já executa com facilidade e cooperação, e em seguida, se estiver indo tudo bem, você pega embalo e apresenta uma tarefa difícil.


É importante que as tarefas escolhidas para iniciar sejam:


· Comportamentos que a criança ou adolescente já faz;

· Faz com regularidade;

· E sejam rápidas.


Ah, e não precisa ser sempre as mesmas tarefas, ou a mesma ordem. Você pode criar uma lista para te ajudar. Também é recomendado que as tarefas sejam apresentadas sucessivas e rapidamente. Lembrem, queremos pegar embalo!


Para que funcione é essencial que você elogie e sinalize que ele(a) está indo bem!

Veja a seguir três exemplos de como fazer:


4 visualizações